Saiba como evitar ciladas em viagens

Quando a esmola é grande, o santo desconfia. O famoso provérbio serve para que quem está no meio de uma viagem não seja vítima de uma cilada. Aproveitadores existem em todo canto do mundo e eles sabem como ninguém enxergar de longe um turista. Então, tenha sempre um pé atrás e aja com cautela para não ser enganado. Essas dicas podem te ajudar a não perder dinheiro nem mesmo ter a paciência esgotada com incômodos.

Flores e pulseiras

Rejeite qualquer tipo de presente de estranho. Alguém te oferecendo uma rosa em Roma? Não, não é generosidade. Ignore ou responda energicamente que não quer. Pegar uma rosa dessa é sinal de dor de cabeça. A pessoa vai ficar te seguindo e insistindo para que você lhe dê dinheiro. E caso você pegue, vai ser muito difícil ela aceitar de volta.

Outra forma comum de abordagem é com entrega de pulseiras. Os ambulantes vão insistir para segurar o seu braço e amarrar o objeto. Mais uma vez, não é uma forma deles demonstrarem que estão felizes com sua visita, mas sim que querem seu dinheiro.

Listas para assinar

A lógica para os presentes é a mesma para listas. Jamais assine qualquer coisa que você não tenha conhecimento, ainda mais se você estiver em um país estrangeiro. A gente nunca sabe qual é a real intenção das pessoas e nem para que aquele documento vai servir. Aproveitadores ainda utilizam mulheres e crianças para tentar sensibilizar quem passa. Seu sossego pode ser quebrado com alguém te seguindo e te cobrando por algo. Convenhamos, não é nada legal conviver com isso nas férias.

Produtos que não existem

Tíquetes para shows, teatros e até jogos de futebol. O mais sensato é sempre comprar na bilheteria do local em que o evento vai acontecer. Há ainda representantes legais onde os ingressos podem ser adquiridos. Descontos, preços tentadores, ofertas irresistíveis. Olha, o cheiro de cilada é enorme. Então, o prudente é fazer compras seguras para não ver seus euros, dólares e libras preciosos irem para o ralo.

Sobre páginas na internet que oferecem preços legais, a dica é fazer uma pesquisa sobre. Procure relatos de outras pessoas que usaram o serviço. Isso vai servir para você confirmar se é seguro ou não.

Jogos de azar

Uma cena que vi na Ponte de Westminster, em Londres, me marcou bastante. Várias pessoas tentando descobrir em qual dos três potinhos estava escondida uma bolinha. O jogo de azar é bastante conhecido. Talvez até alguns de vocês já tenha feito isso como diversão. Mas em locais turísticos isso muda de tom.

A ponte, uma das mais movimentadas da Inglaterra, estava tomada de apostadores e curiosos. O problema é que a gente não sabe quem de fato é jogador e quem está ali como parte do esquema. Explico. Por exemplo, uma pessoa faz uma aposta alta e ganha. Tudo isso pode ter sido combinado antes. A chance de ganhar dinheiro fácil seduz quem está ali apenas observando. Não caia nessa tentação. Isso vale para qualquer outro tipo de jogo de azar que você ver pelas ruas.

Ajuda em metrô

Boa parte dos metrôs possuem terminais de autoatendimento para agilizar a vida dos turistas. Nas máquinas, inclusive, você pode escolher a opção de idioma adequada. Caso apareça alguma dúvida, busque informação diretamente com os funcionários do serviço de transporte. Não aceite a ajuda de estranhos. Você pode até tentar resolver uma questão ou outra com algum local que está esperando na fila, mas saiba que estação de metrô é terreno fértil para vigaristas. A opção correta, principalmente na hora da compra, é ir atrás de quem está ali qualificado para servir.

Há casos de aproveitadores que se oferecem para comprar seus tíquetes, mas na verdade acabam ficando com seu dinheiro e comprando bilhetes com descontos, que na verdade, não podem ser utilizados por você.

Outras dicas

A dica principal mesmo é manter a atenção. Pode ter certeza que nada de errado irá acontecer se você estiver esperto. Assim, é só aproveitar a viagem e curtir tudo que o mundo tem a oferecer.

Um comentário em “Saiba como evitar ciladas em viagens

Deixe uma resposta