Paris a pé (e de metrô) – Sacré-Coeur, Invalides e Museu D’Orsay

Depois de muita bateção de perna chegamos ao nosso último roteiro de Paris que vai reunir algumas andanças com escapadas espertas pelo metrô!

Hoje o passeio começa pela região de Montmartre, uma das mais charmosas de Paris e famosa pelas suas atrações e o filme Amélie Poulain. A dica é desembarcar na estação Blanche para, logo de cara, já avistar o Moulin Rouge, o famoso cabaré parisiense. Dali, siga pela Boulevard de Clichy apreciando os artistas de rua até chegar na altura do metrô Anvers. Ao chegar na estação, vire a esquerda em direção à Sacré-Coeur.

Paris 4.1

A igreja é uma das mais lindas da cidade e tem uma vista maravilhosa de Paris. Para chegar até a Sacré-Coeur há duas opções: um bondinho ou as inúmeras escadas. A não ser que você tenha alguma dificuldade com os degraus, sugiro que encare o desafio e vá parando aos poucos para apreciar a vista que o local oferece.

DSC09144

DSC09149

A entrada na Sacré-Coeur é gratuita. Já a subida no domo da igreja custa 5 euros. Nós não subimos, mas quem já foi até o alto garante que o visual compensa. Também é possível visitar a cripta da basílica. O ingresso combinado com o domo custa 8 euros.

DSC09155

IMG_9140

IMG_9141

Dali a ideia é seguir de metrô até a estação Invalides para visitar o monumento de mesmo nome. O Hôtel des Invalides foi construído para abrigar os “inválidos” do exército e hoje é sede do Museu das Armas (9,50 euros). Mesmo quem não tem interesse em visitar o museu pode entrar e conhecer parte das instalações do local. Por ali, na Igreja do Domo, anexa ao Invalides também está o túmulo de ninguém menos que Napolão Bonaparte. Mas a minha dica para quem visita o local é passar pela igreja de Saint-Louis dês Invalides, que fica do lado oposto à entrada, uma das mais bonitas que já vi.

IMG_8828

IMG_8860

IMG_8866

Depois do Hôtel siga pela Esplanade dês Invalides até chegar ao Rio Sena. Dali, vire a direita e vá andando pela margem até o Museu D’Orsay, nossa próxima parada.

Paris 4.2

Uma dica legal é fazer esse passeio no final de semana. Nós fomos em um domingo e encontramos várias pessoas passeando às margens do rio, uma delícia de programa por si só. Ali também tem alguns restaurantes e vários pontos onde você pode parar, descansar ou simplesmente apreciar a paisagem.

IMG_8930

O Museu D’Orsay fica em uma antiga estação de trem, em um edifício lindíssimo. Lá estão expostas obras de Monet, Rodin, Van Gogh, dentre outros. (Aliás, já viu nosso post sobre onde ver obras de Van Gogh de graça ou pagando muito pouco?)

DSC09115

 

DSC09117

A entrada no museu custa 11 euros, mas há um preço especial de 8,5 para quem chega nas duas últimas horas de funcionamento. Dê uma olhada no site para ver certinho o preço e horários em cada dia. Nós, como bons mochileiros, resolvemos escolher a opção mais barata. Conseguimos ver tudo o que queríamos, mas sugiro que quem queira ver o museu todo com calma chegue mais cedo e pague o preço integral.

DSC09118

DSC09124

Neste dia, nosso passeio iria terminar por ali, mas resolvemos aproveitar que já havia escurecido para tirar fotos da Torre Eiffel e do Arco do Triunfo à noite. Afinal, estamos na cidade luz não é mesmo?

IMG_8965

2 comentários em “Paris a pé (e de metrô) – Sacré-Coeur, Invalides e Museu D’Orsay

Deixe uma resposta