Onde ver Van Gogh de graça (ou pagando quase nada)

Criar um roteiro com as principais pinturas de Van Gogh sem ter que pagar um tostão para visitar. Sim, isso é possível. E se a intenção é aumentar a lista, o valor desembolsado vai ser menos de 10 euros. Na nossa viagem passamos por alguns dos mais importantes museus da Europa. Pelo menos dois deles guardam obras do popular artista holandês e não cobram nada pela entrada: a National Gallery, em Londres, e o Thyssen-Bornemisza, em Madri.

vangogh1

O museu britânico é casa da famosa pintura “Os Girassóis”. Além dela, estão expostos lá os quadros “Campo de Trigo com Ciprestes”, “Dois Caranguejos”, “Grama Longa com Borboletas”, “Farms near Auvers”, “Head of a Peasant Woman” e “Van Gogh’s Chair”.

vangogh2

Na Espanha, o Thyssen-Bornemisza tem acesso livre ao público nas segundas-feiras entre 12h e 16h. Outras cinco obras podem ser vistas de graça no museu. Segue a lista: “Moinho de Água em Gennep”, “Paisagem ao Anoitecer”, “Os Comedores de Batata”, “Os Descarregadores em Arles” e “Les Vessenots”.

vangogh4

Várias preciosidades estão expostas em Paris, no Museu d’Orsay. A entrada normal custa 11 euros, mas a partir das 16h30, o valor cobrado é de 8,50 euros. A coleção do Orsay tem mais de 20 pinturas e desenhos do mestre holandês. Alguns dos mais conhecidos são os quadros: “Auto-retrato”, “Quarto em Arles”, “O Salão de Baile em Arles” e “Retrato de Dr. Gachet”.

vangogh6

Para quem não ficou satisfeito com a lista, só indo mesmo a Amsterdã para fechar o roteiro. Lá Van Gogh tem um museu inteirinho só para ele. A entrada custa 17 euros.

vangogh5

2 comentários em “Onde ver Van Gogh de graça (ou pagando quase nada)

Deixe uma resposta