Livre de receios, Nápoles pode surpreender

Máfia, sujeira pelas ruas, trânsito caótico, aproveitadores e gatunos. Os relatos de Nápoles quase sempre criam uma péssima impressão que frustra qualquer pessoa que tenha vontade de visitar a capital da Campania. Situada no sul da Itália, às margens do Mar Mediterrâneo, Nápoles pode surpreender. A terceira cidade mais populosa da “bota” carrega séculos de história que pode ser observada nas ruas, igrejas e até mesmo na parte subterrânea.

DSC09916

Encarar a rotina de Nápoles a princípio pode chocar o viajante. É comum ver motociclistas sem capacete, carros amassados de tantas batidas, ouvir buzinas a todo instante e atravessar a rua em alguns pontos pode ser uma aventura. Mas aos poucos, com certa boa vontade, podemos perceber o quanto a cidade tem a oferecer.

O aeroporto e a estação central de trem são parte do esforço para tentar seduzir os turistas. As instalações novas e com design moderno ajudam a abrandar o receio com a cidade. Aliás, as estações mais recentes do metrô são verdadeiras exposições de arte. Elas deixam de lado o ambiente sem graça para envolver os usuários do transporte. Então não precisa ter vergonha de tirar o celular do bolso ou a máquina para tirar fotos quando estiver passando por alguma delas. O serviço público conta com duas linhas que atendem os principais pontos.

A grande preocupação de quem busca relatos de Nápoles é com a segurança. Isso faz com que a gente chegue lá tenso, sabendo da iminência de ser assaltado. Não é bem assim. Quando estivemos na cidade havia muita polícia na rua. A dica fundamental é ter cuidado (sempre!) com os pertences pessoais. Nápoles é uma cidade com ruas apertadas e com gente se esbarrando. É nessa hora que os aproveitadores tomam conta. Nos dias que passamos por lá andamos por vários cantos sem nenhum problema.

IMG_1026

O coração do turista começa a se render a Nápoles pelas pizzas. Sim, elas provavelmente serão as mais gostosas que você irá experimentar. Almoçamos em duas para confirmar a afirmação. A da Michelle foi inaugurada em 1870. Já a Starita iniciou as atividades em 1901. A dica é pedir uma deliciosa margherita. As duas saem por menos de 5 euros e rendem uma excelente refeição.

Nápoles, como toda cidade italiana, tem uma forte ligação com a Igreja Católica. Lá nasceram cinco papas. Por isso, é normal ir descobrindo novas igrejas a cada ponto visitado. Duas que merecem destaque são a Basílica de Santa Chiara e a Catedral, onde está a Capela do Tesouro de San Gennaro.

A parte subterrânea da capital da Campania também pode ser explorada. Na Piazza San Gaetano, por 10 euros, o visitante pode fazer um tour bem interessante. Uma boa dica para quem é apaixonado por história.

IMG_0875

Outra parte especial da cidade fica às margens do Mediterrâneo, onde estão dois castelos: o Castel Nuovo e o Castel dell’Ovo. A sugestão é se encaminhar para essa área no fim da tarde e ver o pôr-do-sol. Oportunidade perfeita para fazer uma foto inesquecível.

Outro ponto forte de Nápoles é que ela está perto de Herculano e Pompeia, duas cidades destruídas pela erupção do Vesúvio. Quem sonha em conhecer a Costa Amalfitana também pode dar uma passada por lá. E menos de duas horas de trem separam a cidade de Roma, a capital italiana.

A visita pode agradar quem gosta de futebol. O Napoli, time local, tem uma torcida apaixonada. Pode ser uma experiência incrível acompanhar uma partida no Estádio San Paolo. Se o assunto é futebol, uma dica aos brasileiros é nem mencionar Pelé como melhor jogador de todos os tempos. Por lá, o craque Maradona é veneradíssimo. Boa parte dos estabelecimentos tem fotos dele na parede.

Assim é Nápoles, uma cidade disposta a tirar as más impressões e deixar o turista curtir a experiência.

2 comentários em “Livre de receios, Nápoles pode surpreender

Deixe uma resposta