Dicas para fazer a viagem caber no seu bolso

Nem crise, nem a alta do dólar. Nada disso vai te impedir de viajar desde que haja planejamento. Nós, como amantes das viagens e também dos descontos e barganhas resolvemos listar algumas coisinhas que vão ajudar você a colocar seus planos de viagem em prática.

– Quer muito fazer a viagem dos sonhos mas não sobra dinheiro? Que tal colocar isso como prioridade na sua vida por alguns meses? Cortar algumas baladas, jantares fora ou idas ao shopping não são tão dolorosos quando o objetivo é tão bacana.

– Opte por lugares mais baratos. Destinos na América do Sul e na Ásia, por exemplo, tendem a ter preços super competitivos. Sonha em conhecer a Europa? Que tal ir para Lisboa ou Budapeste? Duas cidades lindas e das mais econômicas do velho continente?

– Perca o preconceito: já pensou em trocar o hotel por hostels? Nem todos os albergues tem como público jovens mochileiros. A maioria dos hostels tem a opção de quarto privado com toda a comodidade de um hotel. Além disso, a maioria dos hostels têm cozinha ou café da manhã incluído, o que ajuda bastante na hora de economizar no destino.

IMG_3083

– “Congele” a cotação do dólar e do euro. Em tempos de câmbio nas alturas a melhor forma de não ter prejuízo em viagens é garantir que a cotação do euro ou do dólar não vá subir. Como? Comprando moedas em espécie ou em cartões pré-pagos. Esses últimos, mesmo tendo uma cobrança de IOF de 6% (assim como o cartão de crédito) continua valendo a pena para quem não quer arriscar, já que no cartão convencional o valor do câmbio não é o do dia da compra, mas sim o do vencimento do cartão.

– Tem uma data fixa para viajar ou pode variar? Se você só pode viajar em determinado dia, procure comprar as passagens com antecedência para conseguir um bom preço. Já se suas datas são flexíveis vale esperar por uma promoção e colocar alertas em sites como o skyscanner.

– Você usa o cartão de crédito? Tente transformar seus gastos em milhas! Mesmo que elas não sejam suficientes para chegar ao seu destino final, elas podem ajudar a diminuir os gastos com trechos internos, por exemplo.

– Já sabe o destino para qual deseja ir? Comece as pesquisas! É hora de procurar por passagens, pesquisar valores de hospedagem e todos os outros gastos da viagem (veja aqui como calcular quanto você vai gastar). com base nisso veja o quanto você vai precisar para viajar e, dentro do seu orçamento, veja em quanto tempo você conseguiria a quantia. Por exemplo: a viagem custará 5 mil. Você quer ir daqui cinco meses. É possível para você poupar mil por mês?

– Tente não deixar dívidas da viagem para depois da sua volta. Usar o cartão de crédito, por exemplo, para os gastos no destino pode trazer surpresas desagradáveis, principalmente se a viagem for internacional. Vai ficar difícil e você quer pagar uma parte da viagem depois? Opte então por parcelar a passagem aérea, já que ela terá uma parcela fixa e te dará a oportunidade de programar esse gasto posteriormente.

– Não vai ter tempo suficiente para juntar o dinheiro? Tente diminuir o valor da viagem economizando na acomodação, nas refeições ou nos gastos com compras, por exemplo. Outra opção é postergar a viagem para quando você já tiver o montante total. Dessa forma é possível comprar dinheiro em espécie ou colocar créditos em um cartão pré-pago para os gastos do dia a dia da viagem.

– Por fim, faça estimativas realistas e contando com imprevistos. Não adianta estipular uma meta que, no fundo, você sabe que dificilmente irá conseguir. Isso só vai frustrar seus planos e trazer até prejuízos caso tenha que cancelar alguma reserva.

Um comentário em “Dicas para fazer a viagem caber no seu bolso

Deixe uma resposta