Brighton: muito mais que um bate-volta

Boa parte dos sites sugerem um bate-volta a Brighton para quem quer dar uma escapada de Londres. A cidade no litoral sul da Inglaterra é tão surpreendente que achamos que ela merece muito mais que uma visita de um dia. A atmosfera do local é tão boa que recomendamos pelos menos dois. A nossa estadia foi um pouco mais longa: quatro noites e três dias inteiros. Ficamos da tarde de sexta-feira até a manhã de terça-feira.

Brighton está a uma hora de trem de Londres. A passagem de ida e volta pode ser comprar na hora na estação e sai por 10 libras. Para quem só quer curtir mesmo um dia na cidade, o horário da volta é flexível. Dá para esticar o máximo que puder, mas fique atento aos horários dos trens!

brighton1

O turista vai começar a entrar no clima da cidade no Brighton Pier. É lá que funciona um animado parque de diversões à moda antiga, com montanha-russa, bate-bate, carrossel e vários outros brinquedos para todas as idades. Para quem quer se divertir em todos, o parque cobra 15 libras (ou 13,50 on-line) pelo pacote completo. Mas há a opção de comprar apenas a entrada das atrações específicas. Nós fomos em uma das montanhas-russas. Confira no vídeo.

brighton2

brighton3

A circulação pelo píer é livre e o visitante pode encontrar outras opcões de lazer além dos brinquedos, como jogos de fliperama, de basquete, de derrubar objetos, pegar bonecos de pelúcia e várias máquinas de apostas. O melhor de tudo, a pontuação em cada um deles rende tíquetes que podem ser trocados por brindes. Nós nos empolgamos no basquete e voltamos para o hostel com um baralho e um copo, ambos temáticos de Brighton.

brighton4

Ao lado do Brighton Pier está a Brighton Wheel. Um passeio interessante para quem quer ver a cidade do alto, a exemplo da London Eye, em Londres. O bilhete para a roda-gigante de 50 metros de altura custa 8 libras e dá direito a três voltas. Momento ideal para fazer mais fotos.

brighton5

O próximo programa é andar pela praia, que é um pouco diferente dos padrões brasileiros. A orla é toda de pedrinhas e a água mais fria não é tão interessante para o banho. O bom mesmo é curtir a paisagem, tomar sol, descansar e fazer um lanche. O calçadão de frente para o mar abriga muitos bares e ateliês.

Andar a pé é a melhor forma de descobrir Brighton. Na região da “The Lanes” estão vários restaurantes, cafés e principalmente lojas. Há desde marcas famosas até comércios de antiguidades. Vale uma passagem pela Choccywoccydoodah, uma chocolateria que produz os mais curiosos bolos.

Na Churchill Square está instalado um shopping. Lá e na Western Street, a rua que fica em frente, o visitante pode encontrar mais lojas badaladas. Uma dica para quem viaja à Inglaterra para fazer compras. É possível entrar em lojas como GAP, Zara, Top Shop, H&M e Primark sem a mesma aglomeração de Londres.

O primeiro dia em Brighton merece terminar na praia vendo o pôr do sol e quem sabe depois dando uma esticada em um pub ou clube da cidade.

brighton6

No segundo dia, a dica é iniciar pelo mais curioso e excêntrico ponto turístico de Brighton: o Royal Pavilion. O local que já foi Palácio Real está aberto para visitação. A entrada custa 11,50 libras. Lá morou o Princípe Regente que mais tarde seria coroado como Jorge IV do Reino Unido.

brighton7

A antiga residência real foi construída em estilo indiano e guarda muitos objetos de influência chinesa. Foge totalmente do estilo dos outros palácios reais. Uma pena que que é proibido fazer fotos do interior do Royal Pavilion. O passeio é recomendadíssimo.

brighton8

O Brigthon Dome, que fica ao lado do Pavilion, é o mais importante centro cultural da cidade. É lá que acontecem os principais eventos de teatro, dança, música, circo e tantas outras coisas. Fique ligado na programação.

Na mesma região existem vários parques interligados. O mais interessante deles é o “The Level”. Lá há espaço para todo mundo: bebês, crianças, adolescentes, jovens e adultos. Há uma pista para skates, patins e bicicletas e também uma extensa área verde para caminhar, brincar com o cachorro, fazer um piquenique ou só mesmo descansar.

brighton9

A diversidade é a cara de Brighton. Não à toa que ela é conhecida como amiga dos gays. Ser um lugar livre de preconceitos reflete no espírito bom que você vai encontrar em Brighton. A cidade não vai te decepcionar. Ainda mais em um dia de muito sol.

brighton10

Deixe uma resposta