Seis atrações para ver de graça em Londres

Londres é considerada uma das cidades mais caras do mundo para turistas. Em tempo de libras nas alturas então, muita gente pensa bem antes de encarar uma viagem para lá. A capital da Inglaterra porém compensa os custos com muitas atrações gratuitas. Alguns dos melhores museus da Europa não cobram nada pela entrada*. Isso sem falar nos vários parques e praças para visitar. Listamos seis programas incríveis para curtir em Londres com muita economia.

Museu de História Natural

Diariamente o enorme dinossauro conhecido carinhosamente como Dippy dá boas-vindas a uma multidão de pessoas que passa pelo Museu de História Natual. São crianças, jovens e adultos em busca de um acervo imenso de tesouros da humanidade. São peças como a primeira edição do livro “A Origem das Espécies” (de Charles Darwin), fragmentos da Lua, fósseis raríssimos, além de exemplares de plantas, rochas e muuuitos animais.

museu historia natural londres

A ala mais concorrida sem dúvida é a dos dinossauros. A galeria desses seres fantásticos que viveram há milhões de anos tem entre os destaques o primeiro fóssil encontrado de um Tiranossauro Rex e também o crânio de um Triceraptor.

Uma das cenas mais comuns no interior do Museu de História Natural são grupos escolares com pranchetas de desenhos e de anotações.

British Museum

Um verdadeiro passeio pela história. O British Museum possui mais de 8 milhões de peças em exposição de todos os continentes. São achados arqueológicos da Roma e Grécia antigas, de dinastias chinesas e outras civilizações importantes.

A parte dedicada ao Egito traz objetos de escrita e da vida cotidiana. A coleção de múmias do museu, uma das maiores do mundo, é fantástica e assustadora.

mumia british museum

Reserve um tempo para percorrer as salas dedicada à Mesopotâmia. Há uma biblioteca com livros gravados em tabuletas de argila, o Código de Hamurábi e fragmentos com escrita cuneiforme, um dos mais antigos tipos de escrita da humanidade.

biblioteca british museum

National Gallery

Pinturas famosas de alguns dos artistas mais importantes da história podem ser vistas na National Gallery. As coleções estão divididas em quatro partes, com quadros que vão do século XIII ao XX.

national gallery viajenoblog

A galeria do “Primórdios da Renascença” traz Leonardo, Rafael, Boticelli e outros tantos italianos. O “Auge da Renascença e Maneirismo” destaca Michelangelo e Ticiano. Rembrandt e Caravaggio podem ser contemplados na parte do “Barroco”.

A maior concentração de turistas no entanto é na ala destinada ao “Rococó, pós-1800, Impressionismo e Pós-impressionismo”. O motivo são os clássicos de Van Gogh, Monet, Cézanne e Goya. A visita termina em grande estilo com “Os Girassóis”, de Van Gogh.

Tate Modern

Ainda falando de arte, o Tate Modern é atração obrigatória aos curiosos e apaixonados pelas escolas moderna e contemporânea. O museu foge do convencional com fotografias, esculturas, gravuras e pinturas curiosas, inovadoras e questionadoras.

tate modern andy warhol

Entre os nomes expostos estão Picasso, Miró, Matisse e Andy Warhol. Não dá para passar indiferente diante de tanta novidade.

Victoria & Albert

A maior coleção do mundo de arte e design está distribuída pelas 150 galerias do museu. São tapetes, porcelanas, móveis, sapatos, roupa, sapatos, joias e outros tantos objetos.

Uma ala bem interessante mostra a da evolução da moda. A sequência de vitrines retrata a transformação das vestimentas ao longo da história. Desde as usadas pelos nobres, às roupas de banho, criações de estilistas consagrados e trajes modernos.

Outra parte irônica e divertida registra o aperfeiçoamento das capas de chuva, tão comuns na vida dos ingleses.

Greenwich

Outro programa recomendado para quem viaja com criança e também por quem tem curiosidade pelo período das grandes navegações. Bem interativo, o Museu Marítimo faz um panorama completo sobre a importância da atividade para Londres e a Inglaterra.

museu maritimo greenwich

Ele relembra desde os principais navios e barcos, até as expedições, conquistas e batalhas que moldaram o país. As navegações ajudaram a construir o Império Britânico e movimentaram milhões de libras.

O Museu Britânico ainda discute temas como a escravidão e reflete sobre a imigração. Aproveite para desfrutar do Greenwich Park e suba até o Observatório Real, por onde passa o “Meridiano de Greenwich”.

observatorio real greenwich
Quer mais dicas? Acesse também:

– Sete dicas para economizar em Londres
– Londres de A a Z
*Os museus de Londres não cobram pela entrada. Eles sugerem aos visitantes uma colaboração simbólica. O valor varia de um lugar para o outro. Uma forma de ajudar na manutenção dos espaços é adquirindo um mapa no início do tour. O folheto custa entre 1 e 2 pounds.

Um comentário em “Seis atrações para ver de graça em Londres

Deixe uma resposta