Arredores de Paris: Um dia em Versalhes

Quem quer conhecer de perto toda ostentação da monarquia francesa precisa dedicar um dia de visita ao Château de Versailles. O Castelo foi casa e a sede de Governo dos reis Luís XIV, XV e XVI e também de Maria Antonieta.

É difícil passar pela construção transformada em museu e não se questionar em que mundo viviam esses monarcas. Cada detalhe indica que a realeza realmente se sentia como escolhida por Deus para comandar a nação.

ver1

Mas chega de firulas e vamos ao que o passeio oferece. É possível chegar a Versalhes de trem. O preço combinado do metrô e do trem até lá sai por 3,50 euros. O tíquete pode ser comprado na hora mesmo nos terminais de autoatendimento do metrô convencional. É bem fácil. Guarde o bilhete ao sair do metrô para acessar o trem e durante a viagem toda até sair da estação Château de Versailles River Gauche (é onde você vai descer).

ver2

Uma dica é já comprar a volta – pelos mesmos 3,50 euros – já na chegada. A estação costuma estar bem cheia no final do dia, quando a maioria das pessoas está retornando a Paris.

Para chegar até a entrada do Palácio são mais dez minutos de caminhada. Não compre a entrada nas lojinhas dos arredores, espere para adquirir na portaria mesmo. O bilhete para acesso ao Castelo e jardins custa 15 euros com direito a áudio guia em português (de Portugal). Há terminais de autoatendimento que agilizam a compra.

ver3

A visita só ao Palácio de Versalhes é dividida em quatro circuitos: Grandes apartamentos, Galeria da história do Castelo, Galeria das batalhas e Apartamentos das meninas (filhas de Luís XV). Em todos é possível observar onde eles dormiam, os salões de festas, de reuniões, onde os reis tomavam suas decisões. Coisas curiosas, como a nécessaire de viagem de Maria Antonieta e o espaço onde o rei e a rainha jantavam e eram observados pela Corte.

ver6

O ápice e do passeio pelo Castelo é a Galeria dos Espelhos. A imensa sala construída quando Luis XIV ocupava o trono possui 17 espelhos de frente para 17 janelas que dão vista para os jardins. Os lustres ao redor do salão compõe um cenário deslumbrante único.

A visita completa leva cerca de duas horas. Quando fomos a Versalhes estava acontecendo uma exposição temporária sobre os funerais da monarquia. Outra experiência incrível relatando como era toda cerimônia.

ver7

Na portaria do museu há tíquetes para outras formas mais completas de explorar o patrimônico histórico. Por exemplo, é possível fazer uma visita de dois dias ao local. Um outro permite acesso aos Castelos de Trianon e Domínio de Maria Antonieta.

Quem for a Versalhes de manhã pode passar o restante do dia nos inumeráveis jardins que terá o que fazer. É possível alugar bicicletas, carrinho motorizado e até barcos para navegar pelo grande canal e explorar o máximo possível a área. Mas é a beleza de cada espaço verde criado de forma tão cuidadosa que encanta. As fotos de Versalhes certamente entrarão na lista das mais belas da sua viagem.

ver8

Depois de um dia exaustivo, agora é só pegar o caminho da volta. A dica do começo de já comprar o tíquete na chegada à estação vai te poupar das filas e da aflição de perder o trem que está de partida.

ver5

3 comentários em “Arredores de Paris: Um dia em Versalhes

Deixe uma resposta