De trem-bala a 300 km/h entre Madri e Barcelona

Embarcar em um trem de alta velocidade (AVE) é sem dúvida uma das experiências mais agradáveis em uma viagem. Foi assim que em nosso mochilão pela Europa fizemos o trecho de mais de 600 quilômetros entre Madri e Barcelona. Em 2h51 atravessamos o caminho entre as duas principais cidades da Espanha. O grande destaque a bordo do trem-bala operado pela companhia Renfe é acompanhar a velocidade que em alguns pontos ultrapassa os 300 km/h.

trem alta velocidade ave renfe

O preço da passagem pode ser um empecilho para quem deseja viajar nos trens de alta velocidade. Para fugir das tarifas salgadas, a dica é pesquisar e comprar o bilhete com uma antecedência de 60 dias. Isso pode render boas oportunidades e a opção de escolher o melhor horário. Nós pagamos 40,5 euros* (ou 81 euros o casal) na classe turista comprando diretamente no site da Renfe.

Em Madri, os trens-bala da companhia espanhola partem de Puerta Atocha. A estação ferroviária é a principal da cidade e está conectada com o metrô através da parada Atocha Renfe (linha 1). Puerta Atocha possui localização privilegiada na área central de Madri, bem perto do Parque del Retiro e do Museu Reina Sofía.

A estação é imensa e oferece muitas facilidades como restaurantes, cafés, lanchonetes, balcão de informações, banheiros, lockers e Wi-Fi. O embarque é feito sem muita burocracia. A orientação é chegar no mínimo 30 minutos antes para realizar o procedimento com calma.

cabine trem ave renfe

A porta do trem é fechada dois minutos antes da partida que é feita pontualmente. Vale lembrar que o próprio passageiro é responsável por acomodar sua bagagem em um local específico do vagão.

Espaçosas cabines e confortáveis assentos confirmam a excelência do AVE. O trem percorre os trilhos com leveza e desenvolve a alta velocidade praticamente sem ruído. Cabe ao viajante admirar a paisagem exterior, relaxar, ler um livro, ouvir música ou assistir um filme escolhido pelos funcionários de bordo.

A chegada na capital da Catalunha é na estação Barcelona Sants, a mais movimentada da cidade. Assim como em Madri, ela está conectada com o metrô através das linhas 3 e 5 (verde e azul). Terminais de autoatendimento facilitam a vida do turista na hora de comprar os bilhetes para serem usados no transporte público.

O balanço da experiência é que uma viagem tão sossegada poupa nossa energia para explorar a extraordinária Barcelona. Não sabe o que fazer na cidade? Então é só conferir nossas dicas aqui.
*Preço de outubro de 2015

Deixe uma resposta